Daniel Silveira, deputado do PSL, divulgou um vídeo nas redes sociais em que ataca ministros do STF e faz apologia ao Ato Institucional (AI-5), instrumento de repressão da Ditadura Militar. O político passou a noite detido após ser preso nesta terça-feira (16) pela Polícia Federal, por ordem do Ministro do Supremo Alexandre de Moraes.

O Art. 53 da Constituição Federal diz que um parlamentar só pode ser preso em flagrante diante de um crime inafiançável. Foi o que aconteceu.

O mesmo artigo diz ainda que a Câmara dos Deputados tem 24 horas para decidir, por maioria, se a prisão do parlamentar será mantida. Este será um grande teste para Arthur Lira, que afirmou que “posições individuais não contam e ficará com a Constituição”. Liberar Silveira será decretar o fim simbólico de seu mandato.

Acompanhe na íntegra a análise do âncora da BandNews FM, Reinaldo Azevedo:

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome